Para os pés das meninas…

Ainda falando dos lançamentos da Couromoda, uma marca que eu curto bastante – e tenho vários calçados, há muitos anos, é a Via Marte. Pro outono-inverno, a marca gaúcha aposta em uma moda plural, democrática e surpreendente, na qual  as diferentes superfícies se sobressaem umas às outras. Destaque para o nobuck, textura mais combinada com outras superfícies e harmonizada em diferentes cores.

Falando em cores, o preto é o protagonista da estação, ao lado do trio de tons verdes, azuis e bordôs. A coleção tem também uma seleção de ocres queimados, rosas pálidos e algumas alternativas vibrantes, como o magenta, amarelo e o vermelho. Tudo isso se mistura em composições de blocos grandes, com uma abordagem beirando o artístico.

Entre os modelos, as botas têm saltos de todas as alturas e perfis, além de canos curtos, médios e longos, afastados ou justos. Há ainda escarpins, mocassins, oxfords, peep toessandal boots, as sandálias e os sapatos fechados. A meia-pata continua presente, com alturas e formas variadas, enquanto as anabelassão referência de modernidade.

Anúncios

Pés masculinos com estilo

Recentemente São Paulo sediou a Couromoda, feira calçadista que apresenta as novidades brasileiras para o outono-inverno. Vou aproveitar o calorão que faz lá fora pra me sentir mais feliz falando da moda da temporada fria, que eu adoro – e estou morrendo de saudades! Hoje, um pouco do masculino.

A Kildare, fabricante aqui da minha cidade, apresentou modelos inspirados no surgimento de valores e comportamentos que apontam para um novo paradigma, capaz de levar o homem a buscar sua felicidade interior independente do meio em que vive. Na temporada,  as atitudes que valorizam a felicidade cotidiana, a relação com a natureza, a capacidade de compartilhar, a qualidade de vida e os produtos feitos com arte são importantes pontos de referência.

Com seu estilo casual, a Kildare usa solas envolventes suaves, couros naturais, leves e macios, além de produtos irreverentes com solados mais robustos e couros com aspecto desgastado. As cores transitam dos tons terrosos aos de white, assim como o preto e suas variações. Nos detalhes, cores mais vibrantes como marine, bordô, green, tile e sky.

Em vídeo

O Café Livros e Crivos foi promovido e ganhou um canal de vídeo no YouTube.

Aqui aparecerão os vídeos que eu faço, curto/baixo e admiro! Sigam e confiram as novidades!

Organizando a grana…

Uma das minha metas de 2012 é organizar a vida. E, com isso, melhorar a questão financeira. Isso não significa enriquecer ou deixar de gastar, mas sim saber onde enfio o dinheiro e como otimizar gastos para comprar coisas legais que desejamos há tempo!

Bem, a primeira missão então, foi passar a anotar tudo o que eu gasto. E dessa vez está dando certo! O que simplificou esse processo foi o telefone novo, que vem com bloco de notas. Assim, todo dia abro uma nota nova e anoto quanto e onde gastei. Inclui nas anotações o pagamento de contas, inclusive!

Detalhe: as anotações são específicas. Se vou na padaria comprar um lanche, anoto “lanche”. Já se a ida à padaria é para comprar coisas pra janta, anoto “padaria”. E entendo as diferenças. Posto (de gasolina) também era muito genérico: uso “gasolina”, “lanche” ou “cigarro/café” (ó os vícios aparecendo).

Outra medida que tomei foi organizar as contas pagas. Há anos tenho uma pastinha sanfona, onde coloco os comprovantes. O problema é que as categorias eram confusas… Tipo, tinha “Feevale” (onde cursei o mestrado) pra guardar os boletos pagos. Mas a Dothi também tinha a Feevale dela. E daí virava uma bagunça. Como resolver isso?

Simplifiquei as categorias! Sim, agora o Jerri tem uma aba só pra ele, assim como a Dothi. E tudo que for pago/gasto (sim, as notas fiscais vai aí também!) de cada pessoa vai pra aba específica. As categorias mais amplas são da casa e minhas (eu mereço, sou eu quem controla tudo mesmo!), como Feevale, TV, luz…

Já aproveitei que tinha que limpar a pasta pra 2012 e arquivar 2011 pra fazer uma super faxina na caixinhas de contas antigas…. Tinha coisa até de 2005, apólices velhas de seguro do carro… Tudo pra churrasqueira – sim, sou neuríótica e não coloco esses papeis no lixo!

Agora, para o fim do mês, a ideia é sentar e colocar todos os gastos no Excel, na super planilha que a colega Carol usa (e me doou), pra ver mesmo onde foi o dinheiro…

O que falta?

– prever os gastos fixos chatos (IPVA, IPTU, seguro do carro…) e dividí-los por mês;
– listar contas antigas em aberto e quitar;
– juntar uma graninha por mês pra comprar algo legal pra casa (que tal uma TV nova?)!

Factótum

Mais um pouco de Bukowski pra nós, porque só essa “mente suja” pode salvar a nossa vida do tédio…

Sonho: um escritório pra chamar de meu!

Enquanto minha casa não tem espaço pra um lugar legal pra ler, escrever e pensar, fico sonhando e catando imagens do que eu gostaria de ter… E vou compartilhar umas aqui!

Um espação pros livros…

Um lugar pra pensar

Com espaço pras minhas tranqueiras, bloquinhos, cadernos

Ou um lugarzão cheio de gavetas e prateleiras

Ou cheio de finésse, nesse ar retrô!

Esse ainda é o mais viável, hoje!

Carpinejar, Cora e Zãk…

Encontrei alguém que consegue dizer, em belas palavras, muitas das coisas que eu penso, que eu sinto. E quando li esse post (Colher de sopa), quase chorei!

Quase, porque estava no trabalho. Chorar, porque lembrei do meu gordo, lá em casa, e das minhas conversas com o Jerri sobre quando o Zãk ficar velhinho.

Esse papo sempre surge quando vemos Marley & Eu. Porque sabemos que um dia nosso “barriga” ficará velhinho, sim! E isso dói, já agora!

Posso entender esse sentimento como “amor”?