E o Mestrado valeu – e muito!

Atrasada, como sempre, resolvi hoje escrever um pouco sobre a experiência de cursar e concluir um Mestrado. O título em si não me faz maior ou melhor que outros profissionais, mas com certeza me alegra por ser mais uma conquista minha – que contou com o apoio de pessoas especiais e me trouxe grandes mudanças, em outras áreas!

Estar em um curso multidisciplinar proporciona grandes conversas, grandes debates e uma troca imensa de visões e opiniões sobre assuntos que provavelmente nunca fariam parte do dia a dia das pessoas que estão naquela sala de aula. Se não fosse a Simone (e a professora Juracy, claro!), quando eu pararia pra entender a importância de Machado de Assis? Sem a Mirele, seguiria sem conhecer nada da Restinga e suas mulheres. Sem o Leo, quando ouviria falar da musicalidade dos M’Bia Guaranis (que até hoje não sei escrever certo!). Teve também a Gisele Wittmann e as conversas sobre gênero, a Andrea e a arte do grafite,    o Capra e as ironias do mercado cultural,  E mais a Júlia, a Ana, a Tati, a Marga, a Andreia da TV (hehehe!), o Vitor, a Jamile, a Letícia, o André e a Lu, entre outras tantas pessoas que, como alunos da turma ou especiais, fizeram parte desse trajeto.

Na segunda turma, o Rafa e o Vini fizeram a diferença, sempre incendiando e complementando os debates. Pena que muita gente não entenda esse perfil deles e critique! Eu gosto de pessoas que pensam e mostram o que sabem; afinal, eu não posso saber tudo, como ficou bem claro acima; então, se alguém sabe o que eu não sei e expõe isso, certamente eu aprenderei algo na conversa! Fato!

Mas, voltando à turma… O legal é que a troca de ideias se estendia. Não ficou só na sala de aula. Ganhou outras proporções, porque refletiu na minha vida pessoal e profissional. No Mestrado, conheci a Carol, uma pessoa pra lá de especial que se tornou uma grande amiga, trouxe outras amigas no pacote e também um novo mercado de trabalho. É, a Academia mudou a profissional aqui, abriu horizontes e com isso trouxe outras pessoas legais, que hoje fazem parte da minha vida! Mas voltando a Carol, ela foi um dos grandes ganhos do Mestrado, com certeza!

Meninas de Quinta (nome novo do encontro! hahaha!), sintam-se beijadas aqui!

Foco, foco, foco! Volta pro Mestrado, Poli! 😀

Sinto-me extremamente feliz por ter um dez como nota de banca e 8,85 como média global. é uma nota que reflete um trabalho feito com tempo reduzido, pois trabalhar, cuidar da casa, ser esposa e filha e ainda estudar pras disciplinas e fazer a dissertação tornou-se um trabalho árduo. Por vezes irritante, mas em sua grande maioria prazeroso, divertido. Afinal, ao falar sobre telenovela revi a história da TV – esse suporte que tanto me encanta e faz companhia! – e me encantei com o tanto que foi feito com poucos recursos e mínimo conhecimento.

Falar de personagens me aproximou da Literatura, que é um hobbie super prazeroso. E rever personagens que foram criados para passar uma mensagem e que marcaram época permitiu um devaneio, uma reflexão acerca da nossa história recente.

Tudo isso graças a magistral condução da Paula Puhl, minha bi-orientadora (sim, ela me orientou na especialização também!), que soube me puxar de volta pro teclado, indicou os melhores livros e teve toda a paciência do mundo comigo… Porque, como eu disse antes, o Mestrado era mais uma das minhas atividades e, muitas vezes, o foco ia pro outro lado – e vinha a Paula e me puxava pela mão (ou pelos cabelos, em momentos mais tensos! hehehe) de volta pro foco necessário!

Resumindo, com o Mestrado ganhei conhecimento, novos pontos de vista sobre o mundo, colegas, amigos e novos rumos. O que vale, mesmo, é a nota?

Anúncios

Autor: Poli Lopes

Jornalista diplomada, passei por agência de marketing digital, jornal, rádio, revista e assessoria de imprensa, sempre escrevendo. Doutoranda e Mestre em Processos e Manifestações Culturais, também sou professora no MBA em Marketing Digital no Iergs (Uniasselvi). Sou apaixonada pelo que faço e também pelo meu marido e pelo meu cachorro.

Um comentário em “E o Mestrado valeu – e muito!”

  1. Simone Cunha Poli, que texto lindo! Tens a mesma forma de pensar que eu. O nosso grupo abriu horizontes pelas trocas; enriqueceu nossa vida pessoal com novas e duradouras amizades; ajudou-se mutuamente durante as dificuldades (sempre tive muito carinho da turma, principalmente quando passei meio ano de muletas, pegando trem e ônibus pinga-pinga para ir à Feevale e contando com caronas do Capra e da Mirelle Barcos na volta e com preocupações dos demais colegas); cresceu com o apoio e a dedicação de nossos professores; integrou os colegas das novas turmas e permitiu a criação de um olhar multidisciplinar sobre cada trabalho que apresentamos ou publicamos. A minha orientadora, Prof. Juracy Assmann Saraiva, foi incansável nas orientações e revisões da dissertação e uma grande amiga. Ela soube compreender os atrasos que as trinta horas semanais de trabalho e a presidência do conselho de Cultura de Esteio – que exige dedicação integral, uma vez que os eventos culturais não param, as liberações do Fundo Municipal de Cultura e FUNPROARTE para produtores exigem tempo para reuniões e para a redação de resoluções – geraram na dissertação. Por isso, e também pelas maravilhosas aulas, sou muito grata. Os nossos professores foram grandes parceiros e permanecerão sempre em nossos corações. Acredito que os concluintes desse mestrado enriquecerão as atividades desenvolvidas em seus locais de trabalho.
    Parabéns à primeira turma do Mestrado, que ficará na história do curso pela união, amizade, competência e capacidade de entender e acolher o outro, que muitas vezes é deixada de lado no mundo profissional. Serão mestres que farão a diferença na vida de muitas pessoas.

Diga o que achou

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s