Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei…

Tive uma conversa rápida com um amigo no chat (beijo, Roberto!). Trocamos umas ideias sobre política.

Mas não é sobre política que eu quero falar. Quero falar sobre nós. A conversa surgiu porque vi que ele tem uma opinião diferente da que tinha quando conversávamos todo dia – a qual defendia com unhas e dentes. Não, ele não mudou da água pro vinho, apenas mudou um pouco o ponto de vista.

Ok, isso faz mais de 15 anos. E por que essa história me fez querer escrever?

quote (12)

 

Porque, ao analisar a mudança dele, percebi o tamanho da minha mudança.

Deixei de ser totalmente da paz. Levo menos desaforo pra casa, engulo menos sapos, respondo à altura quem me critica de graça.

Deixei de ser a rainha da paciência – agora, sou a princesa. Não tenho mais tanto saco pra discussão sem futuro, pra discurso vazio, pra gente que tenta enrolas os outros.

Fiquei bem mais crítica: continuo analisando tudo com a paciência libriana, mas com menos dengo e mais “cara de mau”. Se é ruim é ruim, não é mais ou menos.

Fiquei menos estressada com as regras de beleza: se eu quero emagrecer, é porque me sinto pesada – e não feia. Se eu troco o branco pelo integral, é pela saúde e não por estética. Se não quero me maquiar de manhã (e isso acontece beeem frequentemente), nem mexo nos pincéis.

Mas tudo isso não me fez uma pessoa pior, egoísta, chata. Me fez somente uma pessoa mais responsável, mais reflexiva sobre o que deve ser pensado e mais relapsa em relação ao que não precisa ser assimilado.

 

Apenas obrigado, Chronos… Porque o tempo é remédio e (em tese) faz a gente melhorar!

Anúncios

E a vida sem internet?

sem internet

Li e reli este post, várias vezes. E pensei muito sobre o assunto. E deixo aqui algumas dessas reflexões… Pensei sobre a necessidade de saber de tudo. De estar em todas as conversas, ao mesmo tempo. De estar aqui com X e ao mesmo tempo falar com Y e Z sobre assuntos totalmente aleatórios, sem relação alguma com X.

Vai parecer conversa de velha, mas sinto saudade do tempo em que precisava ligar pras pessoas pra combinar um encontro, sentar numa mesa de bar e colocar os assuntos em dia. A possibilidade de comunicação que a internet móvel oferece facilita, e muito, a nossa vida (se eu ficar presa no trânsito, posso avisar quem me espera em outro ponto com alguns toques na tela, inclusive sem custo). Mas não é porque estou online que tenho a obrigação de responder ou de querer falar. Não é porque tenho determinado aplicativo no telefone que sou obrigada a responder, a qualquer hora ou em qualquer lugar ou situação.

Já pensei, é claro, em desativar a internet do telefone, em sair do Facebook, em – sei lá – sumir daqui. São pensamentos radicais, eu sei, especialmente porque eu entendo a importância do potencial das redes sociais em aproximar pessoas, em difundir ideias e pensamentos. É o meu trabalho, meu dia a dia. Também é aqui que vejo os filhos de um grande amigo crescer, que mato a saudade da amiga que mora longe, que tenho notícia dos parentes, que busco informações em grupos relacionados ao meu trabalho.

Mas é aqui que vejo muita bobagem, que perco tempo abrindo links que não vão acrescentar nada. O problema é deixar esse mundo online tomar conta da vida. De tudo.

E é disso que eu quero fugir! (se eu não aparecer por aqui, fique feliz: estou ali fora vendo o cachorro latir pros passarinhos, tomando chimarrão e namorando o marido, rindo com os colegas no pátio da firma ou brindando “cazamigas” em algum bar por ai. ou seja, estou vivendo.)

****

A inspiração pra esse texto veio do Vida Organizada, da querida Thais Godinho.

Este texto eu publiquei originalmente aqui no Facebook.

Lu Russa e os oito anos do Garotinha Ruiva

A fofa da Lu Russa, que eu conheci virtualmente há alguns anos – e de quem acompanho o blog e as aventuras pelo mundo – está comemorando o aniver do Garotinha Ruiva:

www.garotinharuiva.wordpress.com

Quem não conhece tem que conferir. São graaandes dicas pra quem quer viajar. E não é só a viagem pra praia, ali do lado. Pelo contrário: Europa/Ásia, América do Sul, e claro que dentro do nosso Brasil.

Pra comemorar o aniver do blog, ela prometeu uns sorteios bem legais. O primeiro está no ar, já! Confere aqui!