Eu e minhas moedas

Já virou piada aqui em casa a minha perseguição, mania – bem louca mesmo! – por moedas. Especialmente as de 25 centavos pra cima. Elas ficam na reta, eu jogo na bolsa e elas somem.

Ok, elas não somem. Elas vão parar no cofre de porquinho que eu tenho na Plan. O cofre fica lá pra ninguém mexer mesmo. Cada vez que ele enche, eu pego as moedinhas e vou na padaria trocar. Cada troca rende em média 50 reais.

Opa, começou a ficar bom, né?

Ah, mas daí eu pego as notinhas e saio torrando, certo? Afinal, era um dinheiro que eu não contava, nem vou sentir se gastar…

ERRADO!

As notinhas voltam pro porquinho, que começa a ganhar moedinhas de novo. E assim vou. Enche, troca e guarda o dinheiro. E sempre com um objetivo. Um deles foi este:

20130728_171907

A Dolce Gusto mais linda e gostosa de todas.

Agora, comecei nova missão das moedas. Ainda não sei o que vou fazer com o dinheiro, mas certamente será algo no estilo. Aquelas coisas que a gente quer ter, não tem pressa e que não quer tirar um dinheirinho maior do orçamento do mês.

Anúncios

Um lugar pra pensar…

Preciso urgente de um lugar pra pensar… Pra colocar minhas ideias em ordem, pra fazer meus trabalhos escritos renderem, pra criar!

E é hoje que esse lugar vai aparecer na minha vida! Afinal, feriado tem que servir pra algo mais do que faxina, né?