Recife: centro, parte antiga…

Gente, cheguei aqui ontem. Tudo bem light: viagem com papai, aeroporto. Só um medinho quando o avião esperou 20 minutos em Campinas (SP) por causa da chuva… Depois, só alegria!

Hoje, fui com a Márcia ao Recife antigo, onde além de 250 igrejas (ô gente que reza essa! :D), visitei a Casa de Cultura (antigo presídio), o Mercado São José (mercado público) e o centrão mesmo, local onde se compra e vende de tudo. Abaixo, galeria com as fotos.

E amanhã: praiaaaaa! Porque vir pra Recife e só correr rua, ninguém merece! 😀

Anúncios

Por que visitar…

Por que visitar…

Olinda
Durante o Carnaval, as ladeiras lotam com turistas brincando entre bonecos gigantes e dançarinos de frevo. O Centro Histórico também é um espetáculo, com igrejas barrocas, casario colonial e bons restaurantes (já fui conferir, ano passado!).

Recife
Além de ser a cidade onde meu pai mora (só por isso já vale a viagem!), a capital é porta de entrada para alguns dos destinos de praia mais desejados do país. É considerada a capital mais cosmopolita do Nordeste. Tem vida cultural escancarada e em crescimento. E é uma misturança: museus como os da família Brennand e a Fundação Gilberto Freyre convivem com o maracatu, forró e manguebeat nas praças e ruas. A paisagem urbana é pra lá de interessante, toda cortada por rios e pontes e adornada por fortes e igrejas. E tem mais: diversão noturna não falta, com bares à beira-mar e uma gastronomia de respeito.

Porto de Galinhas
É um dos maiores hits, que também conheci no ano passado. O vilarejo é vedete das operadoras de turismo, pois tem piscinas naturais mornas e cristalinas e infraestrutura de primeira (e cerveja barata! :D). No centrinho tem lojas, barzinhos e restaurantes .

Tudo daqui!